domingo, 13 de dezembro de 2009

"...that cold blow."

Às vezes, quando é difícil encontrar a graciosidade em algo, eu não consigo ver nitidamente as estrelas.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Isso sim, talvez, não se explica, Quincas.


A única verdade absoluta-ou não- é sobre as formas puras que o amor pode levar a todos os lugares.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

"I'm just a boy whose intentions are good..

O que vale é o que se demonstra.
No nosso mundo a intenção não é o que vale.



.. Oh Lord, please don't let me be misunderstood!"

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Será que é o exagero de consciência essa necessidade de sentir a raiz firme, que deixa as pessoas mal humoradas?

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

"isn't nowhere man a bit like me and you?"

Às vezes é como se todo mundo e o mundo todo andasse e eu continuasse parada.

Soneto V

ser social demais.


Soneto V

Eu nada entendo da questão social.
Eu faço parte dela, simplesmente...
E sei apenas do meu próprio mal,
Que não é bem o mal de toda a gente,
Nem é deste Planeta... Por sinal
...
E enquanto o mundo em torno se esbarronda,
Vivo regendo estranhas contradanças
No meu vago País de Trebizonda...

Entre os Loucos, os Mortos e as crianças,
É lá que eu canto, numa eterna ronda,
Nossos comuns desejos e esperanças!...
( Mário Quintana, 1976)

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Canção iluminada de sol.


"Nove em cada dez pessoas se sentem preocupadas com algum aspecto do mundo e da sociedade. O que faz com que essas pessoas sejam mais ou menos felizes é o modo como lidam com isso. As menos felizes remoem os problemas que vêem, enquanto as mais felizes concentram-se nas possibilidades de melhoras futuras." Diz David Niven em Os 100 Segredos das Pessoas Felizes.
A esperança é o que move o mundo e o que possibilita aos homens seguirem em frente, passar por obstáculos, construir, fazer de si ponto de sonho e expectativa na busca de um mundo melhor.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Sucataman!

"VOCÊ NÃO SABE MAIS ONDE COLOCAR TANTOS APARELHOS ELETRÔNICOS APARENTEMENTE INÚTEIS OU ESTRAGADOS?

POIS SEUS PROBLEMAS ACABARAM!"
Clique no título dessa postagem.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Evaporar

Tempo a gente tem
Quanto a gente dá
Corre o que correr
Custa o que custar

Tempo a gente dá
Quanto a gente tem
Custa o que correr
Corre o que custar

O tempo que eu perdi
Só agora eu sei
Aprender a dar foi o que ganhei
E ando ainda atrás desse tempo ter
Pude não correr pra ele me encontrar
Não se mexer
Beija-flor no ar

O rio fica lá, a água é que correu
Chega na maré, ele vira mar
Como se morrer fosse desaguar
Derramar no céu, seu purificar
Deixar pra trás sais e minerais
Evaporar


Rodrigo Amarante

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Vida.



A chance de muitas pessoas que precisam de órgãos de encontrar um doador é três ou quatro em cem mil. A lista de candidatos, renovada a cada ano, a um novo órgão como rins e parte do fígado( esses podem ser doados em vida)é organizada por critérios como urgência do caso e tempo de espera. A família do doador não escolhe o receptor a não ser que a doação seja em vida ou de órgãos duplos. O doador é escolhido pela Central de acordo com a compatibilidade sanguínea, histocompatibilidade e peso e tamanho do órgão. O único risco que se corria era a rejeição do órgão transplantado e infecção. Mas hoje, os medicamentos imunossupressores já superaram em grande parte essa barreira.

Infortunamente, a doação de órgãos é cercada de mitos, como o de que os órgãos são vendidos- o que não acontece, pois as centrais de transplante controlam o destino de todos os órgãos doados e retirados- ou que sua morte não seja confirmada e mesmo assim seus órgãos sejam retirados, o que é mais uma contradição, pois é necessário confirmação da morte encefálica para se dar o transplante por pelo menos dois médicos, um deles neurologista.

Nesse contexto, faz-se necessária a conscientização de todos quanto à doação de órgãos desde cedo, bem como a desmistificação acerca do tema e que a população tenha acesso à informação, para que possa driblar a burocracia e a ajudar a salvar vidas.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Dia da Árvore.


Flor da árvore Pau-brasil.

Uma única árvore é capaz de absorver no mínimo 1 tonelada de CO2 ao longo de sua vida.

Clique no título e leia uma matéria que fala das árvores do Brasil que estão em extinção.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Pra cuidar do mundo.

Pra você que, da mesma forma que eu, tem dificuldade em tomar banhos rápidos:
deixe para banhar-se antes de sair de casa, assim você terá que se apressar e o banho será curto. Mas não precisa se atrasar para os compromissos. haha

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Marx & Engels - Belle and Sebastian

"Que a garota apenas quer ser
deixada sozinha com Marx e Engels por um tempo
Ela está escrevendo no estilo
de qualquer garota revoltada."

domingo, 16 de agosto de 2009

On and on across the universe.

"Um monte de mágoas, um punhado de alegrias passam por minha mente me possuindo e acariciando e nada vai mudar meu mundo, nada vai mudar meu mundo, nada vai mudar meu mundo, nada vai mudar meu mundo."

Abraço.

Não há extra mais sincero e aconchegante. Não precisa ser "quando existe razão".
"Onde há amor há vida."
(Mahatma Gandhi)

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Saúde, dizemos cada dia

Saúde, dizemos cada dia,
a cada um,
é o cartão de visita
da falsa bondade
e da verdadeira.
É o sino para reconhecer-nos:
aqui estamos, saúde!
Se ouve bem, existimos.
Saúde, saúde, saúde,
a este e ao outro, a quem,
e à faca, ao veneno
e ao malvado.
Saúde, reconhece-me,
somos iguais
e não nos queremos,
nos amamos e somos desiguais,
cada um com colher,
com um lamento especial,
encantado de ser e de não ser;
há que dispor de tantas mãos,
de tantos lábios para sorrir,
saúde!
que já não resta tempo.
Saúde
de inteirar-se de nada.
Saúde
de dedicar-nos a nós mesmos,
se é que nos resta algo
de nós, de nós mesmos.

Saúde!


(Pablo Neruda)

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Como "Sexy Sadie", dos Beatles.

A sensação de que falta apenas alguma coisa pra se chegar ao ápice e a esperança, a expectativa; o coração ; música: que faça querer arrebentar as cordas da guitarra, o pé bater e querer cantar uma oitava acima; cresce devagarinho; o desejo de expressão e a tentativa da tradução; Se sentir impotente e maravilhar-se diante do mundo e ao mesmo tempo sentir que o mundo inteiro é seu (mesmo que isso não seja preciso); o que não deixa dormir; "um pouco de açúcar na minha tijela"; o que faz querer cantar e gritar ao mundo todas as coisas; o que faz ter esperança de um mundo melhor.

sábado, 8 de agosto de 2009

Blinde-se, arme-se, desfrute a vida.

Uma realidade cada vez mais pertencente às cidades brasileiras são os assaltos, balas perdidas, que amedrontam os cidadãos que buscam na indústria da insegurança, recursos que possam protegê-los da violência crescente.
A violência se deve a exclusão social, fator que desencadeia o medo. O tráfico de drogas é a máquina da violência, a qual faz com que as classes mais favorecidas se fechem em condomínios e passem a viver isoladamente. Isso porque a polícia, bem como as leis no Brasil são muito brandas e não consegue conter essa situação de tragédia social.
A mídia também contribui para o crescimento da insegurança, uma vez que, diariamente, divulga dados que assustam a população, que vê na segregação social e espacial, um meio de garantir uma vida segura. É irrefutável a condição de precariedade do sistema de segurança pública nacional, já que esse perde profissionais e verbas em decorrência da corrupção e desvio de dinheiro. Desse modo, protegida por muros e carros blindados, a elite brasileira usufrui de sua qualidade de vida.
Portanto, uma melhora implicaria em uma mudança maior do que se pensa, uma troca de mentalidade tanto por parte da população como dos governantes, além de investimentos sem corrupção e bem planejados. Somente através de projetos e conscientização de todos será possível se não reverter, amenizar o quadro da violência urbana, preocupante e urgente.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Dia do Rock e do cantor.

13 de Julho.
Mais uma data para curtir e comemorar a música! Iúpiii, viva o Roque Enrow! =D

"O Rock and Roll é uma das chaves, uma das muitas, muitas chaves de uma vida complexa. Não fique se matando tentando todas as outras chaves. Sinta o Rock and Roll, e então provavelmente você vai descobrir a melhor chave de todas."
(Pete Townshend)

"Sem a música, a vida seria um erro."
(Friederich Nietsche)

"Só deixe-me ouvir um pouco de Rock'n'Roll."
( John e Paul)
Saudações à todos os amantes do bom e velho Rock'n'Roll! E aos cantores também! http://http//www.youtube.com/watch?v=Z0XXEjOHXYg
(o/\o)

terça-feira, 30 de junho de 2009

"O som do coração"

"Está no vento, no ar, na luz. Está ao nosso redor, a gente só precisa se abrir. Às vezes o mundo tenta arrancar isso de você, mas eu acredito em música como alguns acreditam em contos de fadas. Ela cresce dentro de mim.Uma ligação harmônica entre todos os seres do universo, é uma mensagem de Deus de que há algo além de nós no universo. Um arranjo da natureza. Se não está dentro de você, nunca vai ouvir. Tem de amar a música mais do que comida, mais do que você mesmo, mais do que a vida." ( O som do coração)
É mais que estar ou não em uma banda.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

"coisas que eu comprei e bebidas que eu bebi não fizeram disso um lugar melhor para ser"

Às vezes o pensamento complica as coisas. Sugere péssimas opções.
Às vezes não é bom pensar, a razão exige que criamos seres e coisas que não existem.
Talvez o pensamento mais difícil de começar, desenvolver e principalmente acabar, sair da realidade pensativa e voltar ao mundo real, é o ser e o não ser. Depois de andar conjugando diversas noites o ser e o não ser em praticamente todos os tempos, com todas as desinências possíveis, essa tal realidade que parece nada ter de real aprisiona o ser e passa a interferir em todas as ações do indivíduo. A força desse personagem é tranquilamente comparada à dos padrões sociais. A diferença é que quando se pensa demais em quem se é, como se deve ser e como se agiria em tantas situações e o personagem força a ser como a pessoa deveria ser, ao contrário dos padrões sociais que na maioria das vezes não são pensados no momento da ação ( imagine se fosse assim!) , é possível identificar a falta do ser primário, único e livre e fica claro e irreversível que por mais que tente, não se consegue correr para nenhum lado. O personagem aprisiona a alma.
E o que era inteligência no estágio incipiente, começa a ser tortura.
E aos poucos ocorre o planejamento da fuga da alma(e aí está o pensamento outra vez).
É preferível a loucura do ser à loucura do ser o que não é.

sábado, 13 de junho de 2009

Eco!

Só pra relembrar com uns dias de atraso ( dia 5 foi dia do meio ambiente): tome banhos curtos, feche a torneira enquanto escova os dentinhos, economize energia elétrica e todo o resto que você sabe pra preservar a natureza, afinal, nós humanos, não estamos acima do ecossistema. Nós somos mais um elemento dele. Um elemento capaz de edificar e demolir o que ele mesmo constrói.
Preserve, cuide. Plante uma árvore! ( por mais que seja desproporcional a quantia de árvores plantadas e o desmatamento. Uma única dessas, é capaz de absorver uma tonelada de CO2 ao longo de sua vida.)

http://http://www.youtube.com/watch?v=qUh87ah7LcM&NR=1

Mais do que choramingar como os pinguins, começe a mudar algo.
:)

Dia dos namorados.

Só mais uma data implementada para que o comércio lucre, para que o consumidor compre e para que as pessoas se sintam amadas por um dia.

domingo, 7 de junho de 2009

segunda-feira, 1 de junho de 2009

"que o sapateiro deve se ocupar com sua fita métrica e o alfaiate com fôrmas de sapato,

O mundo é feito de contrariedades. Odiamos quando as coisas não são ditas claramente e no entanto dizemos as coisas pela metade. Ao mesmo tempo em que "a felicidade está nas coisas pequenas", quem se importa com elas é paranóico. Pensar ou não se importar com as coisas pequenas? Julgar o que é pequeno? Ninguém pensa em que pensar antes de pensar, simplesmente pensa.
Êne decepções surgem dessas contradições. E não sabemos se a vida é simples mistura de cores jogadas ou organizadas na tela. Talvez a harmonia surja da bagunça.


o pescador deve se ocupar com seus lápis, e o pintor com suas redes."

William Shakespeare.

"Você não é meu tipo.."

Tem vezes que tudo parece estranho, pessoas e situações. Tudo é novo e é triste não conseguir unir as opiniões e pensamentos. Às vezes as pessoas agem com uma subjetividade, uma espontaneidade que elas pareciam não ter,  que emerge, quem sabe da interação social. Ao mesmo tempo em que essa cria padrões, inclusive no que diz respeito ao bom comportamento, elegância e respeito, com a repetição dessa interação, os padrões são rasgados.
O resultado te faz sentir não imerso - você bóia, bóia, até que um dia afunda- mas afogado na organização social. Os pulmões se enchem d' água e por pouco a água não pede que as pálpebras não se fechem para ela.
A humanidade já quis entender o comportamento do ser humano nas mais diversas situações, mas para alguns, a acomodação é uma grande barreira a ser superada. Sensações misturadas não digeridas. Por causa dessa inadaptação é possível que se queira pingar um ácido para digeri-las- as substâncias não são digeridas, morrem anomicamente e ainda passam para a geração seguinte.
Sente-se como um estrangeiro quando se insere nesses que se comportam de tal forma.
Parece que ninguém é daqui quando descobre mais o mundo e o comportamento humano.


"Não vou me adaptar":
http://www.youtube.com/watch?v=m3XYcV1JpFA

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Aliança.

O casamento deveria ser entre dois amigos. Mais do que namorados, amigos. Melhor se nem fossem namorados. Um: a amizade sim é eterna. Dois: não que o casamento seja uma tortura ( não sei, nunca casei) mas deve ser mais fácil "aturar" um amigo, do que um namorado, todos os dias.
De qualquer forma, quem disse que o casamento deve ser com alguém do sexo oposto e que esses se amem como homem e mulher? Eu só acredito no amor amigo eterno.

domingo, 24 de maio de 2009

"todas aquelas coisas que o dinheiro não pode comprar."

"E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morridos todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente."

Vinicius de Moraes.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Ação social.

Dizer que os outros não nos influenciam de maneira nenhuma é bobagem. Aquilo que os outros pensam, principalmente sobre nós, tem o poder de nos decepcionar incrivelmente, mas também de nos deixar felizes de tal forma que enfrentamos qualquer outra coisa, pois sabemos que alguém acredita em nós.

domingo, 3 de maio de 2009

Voar!


Que minha cabeça vôe. Vôe para os estudos, o vestibular, os sonhos.
Voará se estiver mais leve.
Estará mais leve se me preocupar com as prioridades, não com o que é secundário.
Nada de "stormy weathers", que esses adiam os vôos, de todo tipo.
Cabeça livre, leve e solta.

"mesmo sem me libertar, eu vou. Liberdade!"

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Aquela Energia- Batismo Final.

Chovia água quente sobre a menina.
"A chuva furava com água celeste a caixa dos sonhos" sobre a mãe.
Afogou-se a menina nas gotículas de vapor.
Chovia triste chuva,
Salgada e amarga água chovia agora, da mãe
Cheia de dor.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Agente transformador.

Muita coisa bacana deixa de acontecer porque as pessoas não acreditam em si mesmas. Não acreditam na capacidade que têm de mudar as coisas, de fazer uma criança mais alegre, de levar a arte como profissão, de mudar o mundo! Claro, sozinho ninguém mudará nada, nothing, niente. Aquela frase "A união faz a força" é meio (totalmente) cliché, mas temos que admitir, é a mais pura verdade. Somos agentes transformadores e já escrevi aqui que o falta na humanidade é sentir-se parte da mudança. Alguém tem que começar. Alguéns têm que começar. Disseminem, "plantem a sementinha", principalmente nas crianças. Já dizia Marx que o pensamento tem um poder grandão, imagina se juntarmos a minha idéia com a tua e com a dele e com a dela.. úúh, um poder gigantesco.
Esse é o primeiro passo para a mudança.

domingo, 26 de abril de 2009

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Aflorar 2.

Parece que antigamente era proibido expressar o que se sentia. D'uns tempos pra cá, houve uma democratização do sentimento, assim todos podiam sentir, mas mesmo assim tomar cuidado no momento de o expressar.
Na verdade as pessoas sempre sentiram. E sempre expressaram, só que de maneiras diferentes das de hoje.
É óbvio, "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades". Mas parece que todas as vontades sempre têm o mesmo fim e são infinitas.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Aflorar 1.

"A flor que desabrocha ao romper d'alva
Um só giro do sol, não mais, vegeta:
Eu sou aquela flor que espero ainda
Doce raio do sol que me dê vida."


Gonçalves Dias.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Crianças de hoje, idosos de amanhã.

A realidade do Brasil nos mostra o espaço notável entre avanço tecnológico, "desenvolvimento" e assistência à população, uma vez que a mesma, saúde, educação, saneamento básico, entre outros, faltam à muitas crianças e idosos, os quais são as duas principais esferas de uma sociedade, parâmetro de medida de condições de vida e os quais não tem essas tais condições.
Sem educação, conhecimento e oportunidades, não resta outro caminho às crianças, senão o da violência e desamparo.Por outro lado, o idoso tão cheio de sabedoria e experiência, que tanto já fez pela sua comunidade, igualmente é deixado de lado numa sociedade em que o novo impera e ele já não é mais útil, tornando-se peça dispensável, inútil. Desempregado, sem atendimento adequado e merecido, com baixa aposentadoria, cai no poço da esquecimento e da discriminação.
Desse modo, torna-se fundamental que a sociedade assuma essa situação vergonhosa e inadmissível para um país emergente e que busque, junto ao governo, soluções, como projetos educacionais que tirem as crianças da rua e dêem oportunidade de escolha por uma vida melhor, bem como políticas públicas como atividades culturais, de lazer e valorização, para os idosos, uma vez que as crianças de hoje serão os idosos de amanhã.

domingo, 29 de março de 2009

sexta-feira, 27 de março de 2009

"Sem alarmes nem surpresas."


Precisamos aprender a só sermos. É difícil sermos, uma vez que ser significa ser você, não o que os outros querem que você seja.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Você tem que correr, garotinha.

Que pressa!
Que pressa pra andar, pra falar, comer, estudar, pra ir embora e pra chegar. Pressa pra ajeitar, pressa pra mudar, guardar, fechar, abrir, crescer, saber, poder, curar e ser.
Não vejo outro resultado da pressa, se não a própria pressa.
A satisfação torna-se incerta, já que é possível esquecer das elementais. É raro encontrar alguém calmo nesse contexto de disputa, conflito e dúvida.
Habitemos na possibilidade, como disse Emily Dickinson, pois o que é a nossa vida, se não possibilidades e possibilidades? O que fazemos não é criar possibilidades e alimentar aquelas que nos agradam? e geralmente aquelas que nos agradam são as mais distantes.
Parecem distantes a globalização e a pressa?

segunda-feira, 23 de março de 2009

Pois é.

Talvez o que não dá certo, não dá certo porque em outra época, daria bem mais certo e valeria bem mais a pena.
Essa é uma das desculpas que a gente vai arranjando quando não está contentado com o que se tem. E quase nunca estamos contentados.
Faz parte da busca do ser humano dentro do ser humano.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Gelado nem sempre é frio.


No banho muito gelado, fico meio estagnada, sem ar, sem saber o que fazer. Nas calamidades, tenho a mesma sensação, mas sigo avante. E quando na mais bela flor dos dias, a água gelada se derrama também! E me deixa sem ar novamente! E cada coisa, por mais incipiente e simples que seja, é motivo de suspiro, quando estou no jardim mais florido.

domingo, 1 de março de 2009

Sem gosto e gasta!

"A água será o motivo de guerras do século XXI", diz o geógrafo estadunidense Aaron Wolf.
O único caso conhecido de uma verdadeira guerra por esse motivo foi há mais ou menos 4.500 anos, entre duas cidades da Mesopotâmia.
Utilizada para irrigação, produção de energia, transporte marítimo ou fluvial, consumo, etc, a água é um recurso de todos e quando não é tratada gera doenças que são responsáveis por 65% dos leitos hospitalares no Brasil.
" A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos da sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social." "O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão da sua distribuição desigual sobre a Terra." ( Art. 9º e 10º da Declaração dos Direitos da Água).
Qualquer desequilíbrio no ciclo hidrológico provocaria profundas alterações nas paisagens do globo.
Está acontecendo:
superexploração e poluição marinha;
pesca predatória pondo em risco a fauna marinha;
água distribuída sem tratamento, o que causa inúmeras doenças;
falta de planejamento(sempre aconteceu) nos centros urbanos;
Aqüífero Guarani pode ser comprometi
do pela poluição( restos de pesticidas, metais liberados pela indústria, falta de controle de lixões);
Regiões tirando água do lençol freático, o ÚLTIMO RECURSO!
Mar de Aral sendo reduzido à metade e tendo sua sanilidade triplicada;
e outros.

Se toda a água potável do mundo coubesse em uma garrafa de um litro, apenas meia gota estaria disponível. A escassez de água potável já é realidade em várias partes do mundo, portanto:
- Trate de sentir-se responsável pela preservação, qualidade e quantidade da srta. Água, na sua casa, comunidade, no nosso mundo.
- Economize!
- Reutilize.
- Contribuir para a formação da visão da água como recurso essencial e compartilhado.
- exigir do seu município o tratamento do esgoto antes de ser despejado no rio. ( rios, mares, oceanos são o início do ciclo da água, devem ser muito bem cuidados!)
- Levar adiante boas idéias.
- Lembre-se: as pequenas atitudes contam e muito!

Basta de passividade diante das previsões de catástrofes e catástrofes!

A galera que hoje tem de 15 a 21 anos, vai viver muito, então é bom que começemos a zelar pelo o que é do planeta, nosso, das gerações futuras! Somos parte da natureza, não devemos controlá-la, devemos encontrar um jeito de interagir com ela de modo a garantir a sustentabilidade!, ô palavrinha mais dita nos últimos tempos!


sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Sinal verde!

Como é gratificante saber que o adesivo de um projeto de trânsito da quinta série ainda está intacto, num ônibus do Comitê da Cidadania contra a Fome e a Miséria e pela VIDA, com o meu nome e os dos colegas da época! :D
"Respeite o sinal, se não vai se dar mal!"
É muito bacana quando as coisas são bem feitas, e valorizam o aluno. O aluno aprende, leva adiante e o projeto continua vivo!
Por isso que é dever de quem está nas instituições educacionais, se esforçar, fazer valer a pena as manhãs na sala de aula, pensar formas de talvez levar a informação àqueles que não tem essa oportunidade.
:D

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Aquela energia.

"Não há lugar pra lamúrias, essas não caem bem
Não há lugar pra lamúrias, mas por que não nos reinventar?"
Apostemos todas as fichas e naufraguemos quem sabe, sem medo!
Quero ir e voltar, ouvir e contar sem a preocupação do teatro, transbordando ou não. Que haja o equilíbrio da alegria e o compartilhamento!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Garotos!

Cada vez eu acho mais que os meninos são mais simpáticos que as meninas. Não só pelo fato de eu ser uma menina e meninos serem simpáticos com as meninas, se é que você me entende, nem por ter (re)encontrado gurias que não fazem muita questão de me ver. Mas a maioria deles são muito legais, mesmo!, até mais que as meninas.
Claro, não entendo como alguns chegam a brigar por futebol.Sempre achei os meninos muito divertidos, alegres, espertos, sem frescuras e sorridentes.
Não que as meninas não sejam divertidas também, mas os meninos simplificam as coisas e eu adoro o não-se-importar-com-o-que-dizem deles!
Um viva aos bons guris!

O que é o que é

Quanto mais se dá mais se tem?
Amor.

Apenas.

Gosto das coisas simples, eu gosto de simplificar as coisas( ando simplificando as palavras também), a simplicidade me atrai, ao mesmo tempo em que reflito sobre coisas complexas. Ando aprendendo muito com as pessoas sobre muitas coisas.
São inúmeros pontos de vista e assim eu vou pintando o meu. Às vezes me acomodo com um ponto de vista.Parece mais simples assim. Mas depois vejo por outro ponto e me dou conta que não é mais aquilo que era ou então eu mudei de opinião mesmo.A globalização também atinge a corrente do pensamento, é muita coisa acontecendo ao mesmo tempo e tudo flui mais rápido em quase todo lugar.

Conhecer

pessoas inteligentes e simpáticas! Existem várias dessas, por incrível que pareça. E isso me deixa tão feliz!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Volta às aulas

Há uns 10 dias em Águas de Prata, 15 minutos de São Carlos-SC, eu escrevi mais ou menos assim:
"As férias praticamente se foram e eu poderia ter aproveitado bem mais! É que eu penso demais na minha vida + a vida dos outros e também não tava muito animada nessas férias."
O segundo período quer dizer que eu me amarro muito às coisas, às pessoas, às idéias, às possibilidades! Isso! Possibilidades! Eu fico esperando, ver o que acontecerá, se dará certo, e assim se vai meu tempo.
Mas agora, depois de ter viajado, mesmo que não por muito tempo, quando comparado ao tempo que passava longe nas outras férias, eu vejo que fiz bom proveito(rio+parentes+piscina+biquini+fones de ouvido = primeira viagem)! E enquanto não viajava saía pacas.
Agora é só dar uma organizada no quarto e estarei prontíssima pro início do ano letivo!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Ô Jardineira!

O carnaval seria muito mais legal ao som de marchinhas :D

Ônibus

Acho que aqueles que gostam de dormir em ônibus lembram do balanço nos braços da mãe. Se bem que todo neném gosta do balanço nos braços da mãe pra fazer dormir, mas nem todos dormem facilmente. É como aqueles bonequinhos de balão+farinha. É legal brincar porque o inconsciente diz que parece com o seio da mãe.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Inteirar-se de nada.

"De uma viagem volto ao mesmo ponto,
por quê?"
Eu acho que às vezes eu tenho medo de usar muito o "eu", "meu", "comigo". Falando sem o eu e seus amiguinhos, parece que o acontecimento é geral, não só meu. E esse é mais um dos "medinhos" que eu tenho. Comentava há pouco que, depois de 3 passos que eu dou, regresso 1 pelo menos.
Parece que nada é inteiro, nada é completo, e pouco é completamente verdadeiro na sua essência.
Pode ser uma mania que peguei, mas ultimamente ando achando que tudo está pela metade, desde os sentimentos até o que se faz e o que se conta. E é difícil ser inteiro.
ah, talvez nem seja tanto assim.
Quem disse que ser inteiro é ser o que disseram que é?
Que não seja.

Greenbird Fly, or not.

Como se não bastasse ter fugido, o pássaro reaparece e some de novo!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Só deixe-me ouvir um pouco de Rock and Roll.

Talvez a gente precise mesmo de pessoas e coisas e sensações mais distantes da nossa realidade, do nosso cotidiano, pra se sentir bem. Talvez, seja mais fácil de conviver com essa gente que mora longe. Essas nos entendem sempre, mesmo sem nos ouvir. Dizem os versos que queremos ouvir.
"Não me refiro ao olhar apaixonado, Falo de algo além"

Transcende.

"se expande como a luz, circula como o ar, suaviza as agonias e o seu eco perdura por todos os lugares onde passa"

"A música é a voz do infinito"

Viva Prudence, Michelle e outras. Viva John, Paul, George and Ringo.


E eu preciso de uma injeção de Rhythm'n'Blues.

Palavras flutuam.

Esse negócio de meias palavras não me agrada. Não me importa se pra um bom entendedor, elas bastam. Eu não preciso ser uma boa entendedora.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Planos.

É possível conciliar a medicina e a música! mas a música continua ficando só pra de noite.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Fraternal.

Quando a gente vê que existem pessoas diferentes.
Declare o seu amor fraternal, é fabuloso.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

É puro o som do céu, a voz azul do ar.

bicicleta+praça+presentear com músicas +encontrar amigo e conhecido+descobrir que tenho mel+tocar+chamar a irmã pelo meu nome+ perder a prova oral e dizer " hãm.. é, eu dormi demais."+ "I laughed until I cried". E eu nem ri taaanto.

Meio trevo.

As coisas sempre chegam pela metade. Segundo uma amiga, a outra metade nós que temos que conquistar.
É que as coisas são ditas pela metade, na maioria das vezes, por isso as pessoas não se entendem!
E quando tem uma coisa boa, tem uma coisa ruim. Já escrevi sobre isso uma vez, mas não aqui.
E a sorte é muito relativa. é o que dizemos quando não temos certeza das condições em que o bicho vive, " é relativo". Mais um pela metade.
Ocorre que parece um teste, mas é bem provável que não seja nada disso do que eu digo é.

:)

Essas tecnologias são incríveis :)

O Tempo que é

Muito se fala nos desastres que vêm ocorrendo aqui no planeta: guerras, fome e aquecimento global. Muito se fala em como as futuras gerações podem construir um mundo melhor.
Pablo Morenno, em "De minha janela" diz: " O tempo que houve já não há."
Verdade, não temos uma máquina do tempo e o que está feito, está feito. Mas é possível mudar o tempo em que vivemos. Basta - não estou dizendo que isso tudo é simples - divulgar boas ações, escolher bons governantes, tentar consumir somente o necessário, não deixar que as mazelas se naturalizem, não sujar a praça que freqüentamos, ter amor, vontade de mudar, entre outras coisas.
Ora bolas, insatisfação não é suficiente. Aja.
Quer saber um segredo? Tudo o que você precisa é amor. Amor é saber que nós podemos ser.